Mark Zuckerberg sobre bloqueio do WhatsApp: “Dia triste”

Criador do Facebook diz que atua para reverter decisão judicial que suspende por 48 horas funcionamento do app. “Messenger continua ativo para troca de mensagens”

Criador do Facebook, Mark Zuckerber | Foto: Reprodução

Criador do Facebook, Mark Zuckerber | Foto: Reprodução

O criador do  Facebook, o norte-americano Mark Zuckerberg, usou nesta quinta-feira (17) o perfil da rede social  para comentar a decisão judicial que suspende o funcionamento do aplicativo WhatsApp por 48 horas no Brasil.

“Este é um dia triste para o País. Até hoje o Brasil tem sido um importante aliado na criação de uma internet aberta. Os brasileiros estão sempre entre os mais apaixonados em compartilhar suas vozes online”, avaliou.

Zuckerberg aponta que mais de 100 milhões de usuários estão sendo afetados e que trabalha “duro” para reverter essa situação. “Até lá, o Messenger do Facebook continua ativo e pode ser usado para troca de mensagens.”

“Estou chocado que nossos esforços em proteger dados pessoais poderiam resultar na punição de todos os usuários brasileiros do WhatsApp pela decisão extrema de um único juiz”, continua.

O norte-americano conclui dizendo que espera que a justiça brasileira reverta rapidamente a decisão. Veja abaixo conteúdo na íntegra.

Nas redes usuários relatam o recebimento de mensagens de sugestão para usar o Messenger enquanto o WhatsApp está bloqueado. Outras pessoas afirmam estão recebendo notificações do aplicativo, mas que o conteúdo não carrega.

Ferramenta do Facebook é alternativa, aponta Zuckerberg | Reprodução

Ferramenta do Facebook é alternativa, aponta Zuckerberg | Reprodução

Tonight, a Brazilian judge blocked WhatsApp for more than 100 million people who rely on it in her country.We are…

Posted by Mark Zuckerberg on Thursday, 17 December 2015

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Epaminondas

A solução do Zuckerberg para o bloqueio do Whatsapp é usar mais o Facebook. É como a decisão dele de doar 95% de sua fortuna para caridade, isto é, para a fundação que pertence a ele próprio. Incrível como este sujeito é preocupado com os outros! E que esforços Zuckerberg poderia estar tomando? Talvez mandando mensagens para Dilma, no qual meses atrás ele veio até aqui referenciá-la. Isto quando Dilma resolveu ameaçar empresas de internet a manter dados dos usuários brasileiros em solo brasileiro. Tecnicamente uma medida descabida, que não garante segurança alguma, se muito, é ufanista. Mas uma coisa… Leia mais