Marconi encerra convocação dos anistiados da Caixego: “Reparamos injustiça histórica”

Em evento com centenas de ex-funcionários do extinto banco, governador concluiu reintegração dos 1.720 servidores 

Marconi, José Eliton e o presidente Associação Resgate e Cidadania (ARC), Antônio Alencar Filho | Foto: Humberto Silva

Marconi, José Eliton e o presidente Associação Resgate e Cidadania (ARC), Antônio Alencar Filho | Foto: Humberto Silva

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), concluiu, na manhã deste sábado (2/7), a reintegração dos servidores da extinta Caixego, em evento que reuniu centenas de ex-funcionários do banco e seus familiares no Tattersal de Elite, da Pecuária de Goiânia.

Ao todo, 1.720 servidores da Caixego foram anistiados a partir da sanção da Lei 17.916, de 27 de dezembro de 2012, de autoria do governo estadual. De 2012 para cá, os anistiados foram reintegrados ao governo por etapas.

Emocionado com a conclusão da reintegração dos servidores, o governador afirmou que estava muito contente por conseguir reparar a maior injustiça cometida contra os goianos. Lembrou que abraçou a causa ainda quando era deputado estadual, e a levou adiante como deputado federal, senador, e pôde solucioná-la enquanto governador.

“Não foi um caminho fácil. Nós todos sabemos disso. Muitas famílias foram desestruturadas quando a Caixego foi liquidada. Foi um sofrimento imensurável. Mas é preciso acreditar nos sonhos, nos projetos, e lutar para que eles se materializem. E hoje concluímos esse sonho”, disse.

O tucano-chefe parabenizou o presidente da Associação Resgate e Cidadania (ARC), Antônio Alencar Filho, por ter batalhado com tanto idealismo pela anistia dos servidores da Caixego. Alencar agradeceu a Marconi por ter devolvido a dignidade a milhares de famílias. “Nosso povo te chama de irmão, governador. Aonde o senhor for, nós estaremos com o senhor. Temos um compromisso para toda a vida”, afirmou.

A Caixego foi liquidada em 1990 por decreto do Banco Central do Brasil. Marconi afirmou que se trata de um dos eventos mais dolorosos para a história de Goiás, e lembrou o sofrimento do ex-governador Henrique Santillo e a luta que passou a abraçar com ele. “Santillo não pode conceder a vocês a reintegração, mas eu, que sou seu filho de coração, pude ajudá-los nesse resgate”, declarou.

O vice-governador José Eliton também participou do evento, além de deputados federais e estaduais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.