Marconi apresenta demandas a Temer em reunião com deputados e senadores

Privatização da Celg e renegociação das dívidas dos estados foram pauta de encontro entre governador e bancada parlamentar tucana e o presidente interino

Marconi acompanhado de senadores e deputados goianos em reunião com Temer | Foto: Humberto Silva

Marconi acompanhado de senadores e deputados goianos em reunião com Temer | Foto: Humberto Silva

O governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), se reuniu, no início da noite da última terça-feira (25/5), com o presidente interino da República, Michel Temer (PMDB), e com a maior parte da bancada de senadores e deputados federais goianos, no Palácio do Planalto, em Brasília. O objetivo do encontro foi apresentar a Temer as demandas do Estado de Goiás.

“Foi um encontro muito bom. Tivemos a presença de dois senadores, Lúcia Vânia e Wilder Morais, além de 12 deputados federais. Inclusive, pedi ao deputado Jovair que convidasse deputados que são da base do presidente Temer, mesmo sendo oposição ao Governo do Estado. Eu trouxe os votos de desejo de sucesso nos contornos da crise econômica, cujo o trabalho está sob o comando do goiano Henrique Meirelles”, afirmou o governador.

Marconi explicou que falou também da importância de o governo federal começar a perceber “a sensação da crise política” e discorreu sobre a última missão oficial aos Estados Unidos.

“Falei do clima de otimismo e das explicações que demos sobre o Brasil. Sobretudo, vim dizer a ele da esperança que nós temos de que ele possa conduzir bem a economia, devolvendo os empregos aos brasileiros, devolvendo a confiança, a autoestima e os investimentos, que são tão necessários para que o Brasil tenha daqui para frente um ciclo virtuoso de prosperidade e desenvolvimento”, completou.

Após a reunião com a bancada goiana, o governador permaneceu por mais cerca de 20 minutos em reunião privada com o presidente Temer. Entre os assuntos tratados com o presidente, estiveram o processo de privatização da Celg D, o projeto do trem que ligará Brasília a Goiânia, além de outras obras na área de infraestrutura.

Visita a ministérios

Marconi e Ana Carla em reunião com Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima

Marconi e Ana Carla em reunião com Eliseu Padilha e Geddel Vieira Lima

Na maratona de audiências em Brasília, o governador iniciou a agenda em visita ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, acompanhado da secretária Ana Carla Abrão, para discutir a dívida do Estado. A pauta de discussão foram estratégias para conseguir folga nos desembolsos e dar margem a investimentos.

“Nós falamos sobre a renegociação das dívidas com os estados, novas operações de crédito, e também de assuntos que estão sendo tocados macroeconomicamente com o objetivo de devolver ao Brasil a estabilidade econômica”, explicou o governador.

Na sequência, Marconi participou de audiência com o ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, para tratar das ações para recuperação da companhia energética Celg D. Ele esteve acompanhado da senadora Lúcia Vânia, da secretária Ana Carla e de dirigentes da companhia.

“No Ministério de Minas e Energia, falei sobre os potenciais energéticos de que dispomos no Estado e sobre a privatização da Celg, mas esse assunto interessa muito mais ao Governo Federal do que aos goianos. Embora, com a privatização, nós tenhamos assegurados que nos próximos anos teremos investimentos altíssimos, superiores a R$ 3 bilhões, para melhorar a energia no Estado e atender as demandas que estão reprimidas, principalmente para indústria, comércio e residências”, ressaltou.

Em audiência com os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (ambos do PMDB), Marconi debateu projetos estratégicos para o Estado, como o trem Brasília-Goiânia, além de outros projetos que estão em andamento.

“Hoje, falei com vários ministros, também com o presidente Temer, e na próxima semana vou continuar visitando os ministros e trazendo a agenda de interesses dos goianos e do Estado de Goiás”, completou o tucano goiano.

Deixe um comentário