Marconi analisa pesquisas ao governo de Goiás e aponta confiança na base

Em discurso, ex-governador comparou com a posição de Vilmar Rocha na disputa ao Senado em 2014 com relação aos cenários estipulados

Foto: Reprodução

Em discurso na cidade de Inhumas na última sexta-feira (14/9), o ex-governador Marconi Perillo (PSDB) analisou as pesquisas ao governo de Goiás. “Eu não me preocupo com pesquisas, não. Em todas as minhas eleições, pesquisas me botavam lá atrás, e a gente ganhava”, explicou.

Em sua análise, o tucano lembrou as pesquisas Serpes feitas em 2014 quando Vilmar Rocha (PSD) concorria a uma vaga ao Senado. “O mesmo Serpes que coloca o Zé Eliton com 10 e 11%, colocava o Vilmar Rocha com 8% o tempo inteiro. Faltando 10 dias para a eleição, ele chegou a 12%”, disse.

Segundo o ex-governador, ao enxergar o desânimo de Vilmar, cravou: “Você não vai ter menos de 25% nunca. Eu conheço nossa base, nossos companheiros, nossa militância”, apostou.

Então, o governador mostrou os dados que confirmam que, na semana da eleição, as pesquisas mostravam Vilmar com 12% quando, na verdade, ele alcançou 37,5% das intenções de voto, recebendo mais de 1 milhão de votos no Estado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.