Marco histórico: papa defende união civil entre homossexuais

“Eles são filhos de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deve ser excluído ou forçado a ser infeliz por isso”, disse Francisco

No documentário Francesco, sobre a vida e obra do papa Francisco, que estreou nesta quarta-feira, 21, o pontífice defendeu que casais homossexuais devem ter o direito de firmar uniões civis.

“Os homossexuais têm direito a formar uma família”, disse Francisco no filme, dirigido por Evgeny Afineevsky. “Eles são filhos de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deve ser excluído ou forçado a ser infeliz por isso” acrescentou.

O papa ainda disse que é necessário criar uma legislação para a união civil, para que os homossexuais fiquem “legalmente cobertos”.

Apesar de já ter defendido direitos LGBTs — como ele mesmo ressaltou na entrevista do documentário — essa manifestação categórica é um marco histórico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.