Manu Jacob é a única mulher pré-candidata ao Senado

Com apenas uma mulher eleita até hoje como senadora, Goiás nunca elegeu nenhuma governadora e, sua capital, prefeita

Hemanuelle Di Lara Siqueira Jacob, mais conhecida como Manu Jacob, é a pré-candidata ao Senado Federal pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), sendo a única mulher na disputa por este cargo. Nas eleições de 2020, Manu se destacou sendo a primeira candidata negra a disputar a prefeitura de Goiânia, alcançando 4.639 votos.

Hoje, como presidente municipal do diretório em Goiânia, Manu decidiu colocar o nome a disposição para ir contra, segundo ela, ao conservadorismo em Goiás. “O Estado de Goiás por muitos anos está sob a influência de ideias conservadoras, destacando o forte alcance e domínio no imaginário social, por forças de direita e extrema direita. São partidos, figuras públicas e organizações políticas financiadas por setores primários da economia brasileira de mentalidade colonial e que estão longe de se conectar a um projeto de soberania nacional”, diz.

A pré-candidata ao Senado pontua ainda que Goiás cada vez mais se destaca no agronegócio, deixando de lado, dessa forma, a industrialização. De acordo com Manu, isso contribui “cada vez mais para a dependência econômica e tecnológica, aprofundando a destruição do meio ambiente”. Como pautas a serem defendidas, a professora elenca a reforma agrária, a agricultura familiar e orgânica, a liberdade de imprensa, os direitos da população negra, quilombola, comunidade LGBTQIA+ e mulheres.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.