Major Araújo diz que só deixará de ser base se houver indícios de corrupção no governo Caiado

Parlamentar afirma, no entanto, que considera algumas medidas do democrata equivocadas e conta que tem sido tratado como rebelde por ter votado contrário a matérias do Executivo

Major Araújo | Foto: Reprodução

Da base, Major Araújo é o deputado que mais discorda do governo de Ronaldo Caiado (DEM) na Assembleia Legislativa. Questionado se continuará se declarando situação no próximo semestre, o parlamentar disse que sim, apesar de achar que o governador comete equívocos. Ele afirma que só irá sair quando perceber que há indícios de corrupção na gestão democrata.

Apesar de permanecer aliado, o deputado confessa que sua função como base é única entre os pares. “Faço um papel importante que os outros não fazem, que é puxar a orelha e mostrar o caminho”.

Na contramão

O parlamentar afirma que tem sido tratado como rebelde pelo governo, pois votou contrário a matérias do governo, como o Orçamento Impositivo, que disse não abrir mão, e pela intenção de adentrar no Regime de Recuperação Fiscal (RRF), medida com a qual não concorda.

Apesar de divergências, Major Araújo diz ainda acreditar no governo. “Seria insensatez chutar o balde e desistir tão fácil. Ainda está em tempo de corrigir e ter um final feliz”, analisa. “Mas se entenderem que ser base é votar cegamente, aí não contem comigo”.

O legislador também pontua que, apesar de ser base, não abre mão de sua independência. “Fico lá para dar quórum, ajudo no que posso. Estou na CPI dos incentivos para ajudar o governo. É um tema importante para a administração. Mas vou fazer meu o trabalho de indicar o caminho correto”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.