Maia diz que vai dar prosseguimento a processo de cassação de Maluf

Deputado e ex-prefeito de São Paulo foi condenado por ter recebido propina de contratos com empreiteiras

O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), garantiu que dará prosseguimento à determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) de cassar o mandato do deputado Paulo Maluf (PP-SP), preso desde dezembro do ano passado.

Segundo matéria publicada pela “Folha de S. Paulo”, o democrata analisa, paralelamente, se será necessária uma votação no plenário da Casa ou a própria mesa diretora (com apenas sete parlamentares) pode tomar a decisão.

Maluf foi condenado por receber propina em contratos públicos com as empreiteiras Mendes Júnior e OAS quando era prefeito de São Paulo (1993-1996). Os recursos teriam sido desviados da construção da Avenida Água Espraiada, hoje chamada Avenida Roberto Marinho. O custo total da obra foi cerca de R$ 800 milhões.

As investigações se arrastaram por mais de dez anos, desde a instauração do primeiro inquérito contra o ex-prefeito, ainda na primeira instância da Justiça. Os procuradores do Ministério Público estimaram em US$ 170 milhões a movimentação total de recursos ilícitos. O Supremo assumiu o caso após a eleição de Maluf como deputado federal.

O pepista foi preso no ano passado e já teve benefícios cortados pela Câmara — que chegou a pedir o apartamento funcional onde morava.

 

Deixe um comentário