Macauley Culkin ironiza documentário que acusa Michael Jackson de pedofilia

Ao vivo em seu podcast “Bunny Ears”, o ator conversou de forma bem humorada com o músico Weird Al’ Yankovic

Macauley Culkin| Foto: Reprodução / Instagram

Macauley Culkin se referiu pela primeira vez às alegações feitas no documentário “Deixando Neverland” produzido e dirigido por Dan Reed, pelo canal HBO. A estrela de “Esqueceram de Mim” fez piadas sobre o suposto abuso sexual de Michael Jackson em seu podcast “Bunny Ears”.

Culkin, que hoje tem 38 anos, negou durante o julgamento do cantor em 2005 que ele se comportara de forma inapropriada. Entretanto, Deixando Neverland reacendeu a polêmica ao trazer as acusações de James Safechuck e Wade Robson de que o popstar teria abusado sexualmente de crianças.

No último episódio do podcast, Macauley Culkin recebeu o músico humorista americano Weird Al’ Yankovic, em frente a uma plateia ao vivo, em Los Angeles. Ele perguntou a Weird Al’ de forma irônica: “Vou te fazer uma pergunta muito séria: como era seu relacionamento com Michael Jackson?”

“Geralmente platônica”, o humorista respondeu. “Nos encontramos duas ou três vezes, ele era bem gentil comigo”. Um dos sucessos da carreira de Weird Al’ Yankovic é uma paródia da música “Beat It”, intitulada “Eat It”.

Macauley Culkin adicionou rindo: “Ele era um grande fã seu. Sempre tinha seus vídeos tocando constantemente. Aí está, aprovação. Ave César”.


Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.