Lula cogita pedido de progressão da pena se ainda puder brigar pela inocência

“Se eu tiver que abrir mão de continuar a briga pela minha defesa, eu não tenho nenhum problema de ficar aqui”

Durante entrevista ao jornalista Kennedy Alencar, nesta sexta-feira, 3, o ex-presidente Lula disse que pedirá progressão de regime, quando orientado por seus advogados. “Pedirei no dia em que meus advogados, o Cristiano e o Batochio, disserem pra mim: ‘Presidente Lula, o senhor pode pedir, o senhor pode continuar a briga pela sua inocência’”.

Ainda durante a entrevista, o ex-presidente afirmou que quer continuar a tentar provar sua inocência. “Agora, se eu tiver que abrir mão de continuar a briga pela minha defesa, eu não tenho nenhum problema de ficar aqui”, informou.

Lula pode conceder a sua primeira entrevista, desde que foi preso, em 7 de abril de 2018, à Folha de S.Paulo e ao El País, no último dia 26 de abril.  O ex-presidente foi condenado em 2ª Instância no caso do tríplex do Guarujá a 12 anos e 1 mês, mas esta foi reduzida pelo Superior Tribunal de Justiça a 8 anos, 10 meses e 20 dias.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.