Livro de contos produzido em Goiás ganha o Prêmio Argos de Literatura Fantástica

Obra intitulada “2021” coloca um contexto singular para a ficção científica brasileira. Autor é professor na Universidade Federal de Goiás

Edgar Franco, artista transmídia e professor da Universidade Federal de Goiás (UFG), é o primeiro autor radicado no estado de Goiás a ganhar o Prêmio Argos de Literatura Fantástica. Também conhecido como Ciberpajé, o docente da Faculdade de Artes Visuais (FAV/UFG) e do Programa de Pós-Graduação Arte e Cultura Visual, é autor da antologia de ficção científica “2021”, que tem como proposta subverter a tradição de imagens que ilustram contos.

O Prêmio Argos de Literatura Fantástica é uma premiação nacional e a mais importante dedicada ao gênero fantástico no Brasil, englobando fantasia, ficção científica e horror. Realizado de forma anual, o Prêmio Argos já com 12 edições, elege as melhores obras do ano anterior em três categorias, sendo de conto, antologia/coletânea e romance. A premiação é promovida pelo Clube de Leitores de Ficção Científica (CLFC), entidade que existe desde 1985 e tornou-se a mais importante difusora do gênero fantástico no país.

A obra foi desenvolvida em contexto da pandemia de Covid-19, em 2020. O título da obra questiona o futuro próximo, assustador, em meio a um caldo cultural hiperinformacional baseado em pós-verdades . “Minha eterna gratidão aos autores, ao editor e aos demais envolvidos na criação de ‘2021’. Esse prêmio é de todos nós! Agradeço também aos votantes e à comissão organizadora do Prêmio Argos. Gostaria de dedicar o Prêmio Argos ao meu amado pai e grande incentivador, Dimas Franco, que morreu vitimado pela Covid-19 poucos dias após eu escrever a apresentação do livro ‘2021’, sendo essa a primeira de minhas obras que ele não leu. Gratidão infinita por tudo, meu pai!”, disse Edgar Franco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.