Presidente da Alego garante que encontro com prefeito aparecidense não acontece na posição de pré-candidato e evita comentar futuro de alianças

Pré-candidato ao Senado, o presidente da Assembleia de Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSD), tem visita confirmada ao prefeito de Aparecida de Goiânia e aliado do pré-candidato ao governo pela oposição, Gustavo Mendanha (Patriota) nesta terça-feira, 28. Apesar do encontro, Lissauer garante que a visita é apenas institucional e não envolve articulações políticas no papel de interessado na disputa pelo Senado.

Ao Jornal Opção, Lissauer afirmou que a visita foi agendada a pedido de aliados políticos da cidade, os vereadores William Panda e Camila Rosa, e o deputado estadual Max Menezes. O primeiro sempre foi ligado a Lissauer e é filiado ao PSB, de onde o presidente da Alego saiu antes de ir para o PSD. Os outros dois dividem partido com Lissauer e reforçaram o convite para encontro com lideranças da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (ACIAG) e passagens pela Câmara e pela Prefeitura do município. “Eles estão me levando para me apresentar como pré-candidato deles para o Senado. Como eu vou para Aparecida, vou na Câmara e faço a deselegância de não visitar o prefeito?”, pontua. “Minha visita é meramente institucional”, diz.

Apesar disso, o presidente da Alego reconhece que, a menos de 100 dias da realização das eleições, “esse momento é de todo mundo procurar todo mundo, conversar com todo mundo”, em meio a diálogos que devem definir as formações de chapas e alianças. Cotado com um dos nomes que pode compor chapa com o governador Ronaldo Caiado (UB), Lissauer comenta a importância da base manter uma candidatura única e diz que as definições do PSD irão conduzir as movimentações daqui para frente. “O partido defende a todo tempo a candidatura única, então vamos ver como vai ser essa situação”, comenta. “O afunilamento dessas conversas é daqui para frente. Estou aqui para seguir o partido.”