Liminar suspende decisão que colocava Eduardo Machado de volta ao comando PHS

Destituído no final de setembro, Marcelo Aro volta como presidente nacional da legenda

Fotos: arquivo

Após liminar emitida nesta quarta-feira (3/10), Eduardo Machado deixa, mais uma vez, o comando nacional do PHS. A decisão foi do relator Guilherme Gutemberg Isac Pinto e suspende decisão do último mês.

“Defiro a liminar e suspendo os efeitos do ato coator impetrado, qual seja, a decisão do evento 09 (nove) do Agravo de Instrumento interposto por Felipe Cortez Bezerra em face do impetrante e de Sebastião Dias de Abreu, Edimar Fernandes dos Santos e Marcelo Guilherme Aro Ferreira”, decidiu.

No final de setembro, por decisão da Justiça, Eduardo Machado reassumiu o comando nacional do PHS. Agora, o deputado Marcelo Aro, que tinha sido destituído, volta ao comando da legenda.

O PHS, que apoiava Daniel Vilela, candidato do MDB a governador, começou a apoiar Ronaldo Caiado, candidato do DEM a governador de Goiás quando Eduardo Machado reassumiu como presidente. 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.