Levantamento mostra que, na vida política, patrimônio de Bolsonaro disparou

Casa do deputado que vale pelo menos R$ 2,5 milhões tem registro de compra no valor de R$ 400 mil

Reprodução

O patrimônio do deputado federal e candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cresceu consideravelmente desde que entrou na vida política. O deputado e seus três filhos que também exercem mandatos são donos de 13 imóveis que somam pelo menos R$ 15 milhões.

O levantamento feito pela Folha de S. Paulo apontou que a maioria dos imóveis estão localizados em pontos altamente valorizados do Rio de Janeiro, como Copacabana, Barra da Tijuca e Urca.

Os imóveis foram comprados nos últimos dez anos e, de acordo com registros nos cartórios, o preço de aquisição foi bem abaixo da avaliação da Prefeitura do Rio à época.

Os bens dos Bolsonaro incluem ainda carros que vão de R$ 45 mil a R$ 105 mil, um jet-ski e aplicações financeiras, em um total de R$ 1,7 milhão, como consta na Justiça Eleitoral e em cartórios.

Quando entrou na política, em 1988, Bolsonaro declarava ter apenas um Fiat Panorama, uma moto e dois lotes de pequeno valor em Resende, no interior no Rio – valendo pouco mais de R$ 10 mil em dinheiro atual. Desde então, sua única profissão é a política. Já são sete mandatos como deputado federal.

De acordo com o periódico, as duas principais casas do patrimônio de Bolsonaro ficam em um condomínio à beira-mar em um dos pontos mais valorizados do Rio. Segundo documentos oficiais, ele adquiriu uma por R$ 400 mil em 2009 e outra por R$ 500 mil em 2012.

Hoje o preço de mercado das duas juntas é de pelo menos R$ 5 milhões, de acordo com cinco escritórios imobiliários da região consultados pela Folha. Ou seja, teriam tido valorização de pelo menos 450% no período.

À época, a prefeitura já avaliava o preço das casas muito acima, no cálculo para o imposto de transmissão de bem. Para a de R$ 400 mil, R$ 1,06 milhão. Para a de R$ 500 mil, R$ 2,23 milhões

Ainda de acordo com a Folha de S. Paulo, as transações que resultaram na compra da casa em que Bolsonaro vive, na Barra, têm indícios de uma operação suspeita de lavagem de dinheiro, segundo os critérios do Coaf (Ministério da Fazenda) e do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (Cofeci).

2 Comment threads
2 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
4 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Paulo francs

Quem bom heim que ele vai tomar posse como presidente sendo um homem honrado e rico e não irá se enriquecer em razão da função e cargo de presidente. Assim como não se enriqueceu em razão de ser deputado mais sim em razao da competência administrativa de seus bens

Paulo Henrique

O eleitor de Bolsonaro é tão fanático quanto o eleitor de Lula. Acredita em qualquer desculpa esfarrapada que seu ídolo inventa.

joao paulo

cara eu analisei a casa, ele comprou em 1995 nem é mansão. Tem fotos deles reformando a casa. A casa valorizou devido o lugar dai botaram que ele aumentou o patrimônio como se tivesse enriquecido ilegalmente. Fiz uma analise imparcial e com a renda que eles ganham qualquer um conseguiria os bens. Jornalismo tendencioso e imparcial fato

robertoAP

Porque o Moro não o prende, e o Dallagnol não faz para ele um daqueles Power Points Conviction,…. ou corrupção é mesmo apenas os pedalinhos de 200 reais do Lula ou o apartamento que não é dele?