Leitura de relatório da CEI da Herança termina em confusão na Câmara de Goiânia

Vereadores se recusaram a votar documento sem conhecer sua integralidade

Foto: Bruna Aidar/Jornal Opção

A leitura do relatório final da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga as contas da prefeitura nas gestões PT/PMDB, conhecida popularmente como CEI da Herança, acabou em confusão e bate boca entre vereadores.

Isso porque o relator, o vereador Jorge Kajuru (PRP), se recusou, a princípio, a ler a íntegra do documento, que contém mais de 100 páginas, apresentando um resumo de todas as denúncias e indícios de irregularidades contra as gestões dos prefeitos Iris Rezende (PMDB) e Paulo Garcia (PT).

Acontece que os vereadores Kleybe Morais e Oseias Varão não concordaram com a leitura do resumo e alegaram que não votariam o relatório sem conhecer sua integralidade.

Depois de muito bate-boca entre os vereadores e discussão acolorada, a presidente do colegiado, a vereadora Priscila Tejota (PSD), colocou em votação um requerimento para que a sessão fosse suspensa por duas horas.

O pedido foi aceito por maioria e a sessão deve ser retomada por volta das 18 horas, quando o relatório enfim será apreciado e votado.

Conforme adiantou o Jornal Opção, o relatório de Kajuru aponta para indícios de corrupção em todas as áreas da administração municipal. Apenas em relação à gestão do prefeito Iris, entre os anos de 2008 e 2010, foram identificadas irregularidades em ao menos três contratos.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.