O senador Jorge Kajuru (PSB-GO) enviou neste sábado, 11, uma nota direcionada aos presidentes dos 40 clubes de futebol brasileiro informando o que foi decidido em relação ao Projeto de Lei das apostas esportivas. A iniciativa foi aprovada ainda está nesta semana na Comissão de Esporte (Cesp) e agora tramita simultaneamente na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) antes de ir para o Plenário. 

LEIA TAMBÉM

Pirâmide: golpes envolvendo apostas esportivas ganham as redes sociais

Câmara aprova regulamentação das apostas esportivas

No documento, o senador goiano afirma que caberá a ele e ao senador Angelo Coronel (PSD-BA) a relatoria final e o voto decisivo para o PL. A decisão foi feita em acordo com os senadores Romário (PL-RJ), Carlos Portinho (PL-RJ), Leila do Vôlei (PDT – DF), Eduardo Girão (Novo CE), Nelsinho Trad (PSD-MS) e Sérgio Petecão (PSD-AC). 

“Nós desejamos somente o bem ao futebol brasileiro, aos clubes. Esperamos que a maior paixão brasileira não perca sua credibilidade. Temos muito medo da manipulação de resultados de futebol no item exclusivo sobre jogos on-line. Vamos saber discutir essa questão de forma democrática e honesta”, afirmou Kajuru. 

Ficou decidida, porém, a permanência do patrocínio das bets na publicidade livre e sem horário determinado nos veículos de comunicação. Além disso, será mantida a publicidade livre nas camisas dos clubes de futebol em contrato com as bets/ casas de apostas. O reconhecimento facial de todos os apostadores, para que se possa conferir a maioridade, foi outro ponto acordado.