Justiça nega recurso e mantém condenação de Caiado por propaganda eleitoral antecipada

Esta é a primeira condenação do pleno do TRE-GO nas Eleições de 2018

Ronaldo Caiado e Wilder Morais | Reprodução

O pré-candidato ao governo de Goiás Ronaldo Caiado, do Democratas, foi condenado nesta terça-feira (28/8) pelo Tribunal Regional Eleitoral de Goiás por propaganda eleitoral antecipada, em ação proposta pelo Ministério Público Eleitoral (MPE). Esta é a primeira condenação do Pleno do TRE-GO nas eleições de 2018, após negação de recurso à decisão do juiz Vicente Lopes da Rocha Júnior.

Entre os dias 6 e 8 de abril, durante evento no município de Morrinhos, o governadoriável fez discurso com pedido expresso de voto para Wilder Morais, senador e pré-candidato à reeleição.

“Nós temos aqui aquele que é meu companheiro de chapa, que é Wilder Morais, senador da República, e peço aqui aplausos e o voto para que nós possamos reconduzi-lo ao Senado”, disse Caiado na ocasião.

Wilder também foi alvo da denúncia, mas acabou sendo absolvido por não ter ficado demonstrado seu consentimento ou conhecimento prévio.

Procurada pelo Jornal Opção, a assessoria do senador Ronaldo Caiado afirmou que ainda não sabia sobre a condenação.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.