Justiça manda suspender site Goiás Real por ofensa a Vanderlan Cardoso

Decisão determina que todas as postagens que fazem menção ao candidato do PSB e o funcionalismo público devem ser retiradas do ar

A juíza eleitoral Rozana Fernandes Camapum determinou, na última segunda-feira (19/9), que o site Goiás Real deve retirar de suas páginas na internet e redes sociais todo conteúdo que atribui ao candidato Vanderlan Cardoso fatos “inverídicos, com falas sem as quais tenham comprovação por meio de divulgação da imprensa” e se abstenha de realizar novas postagens, sob pena de multa diária de R$ 50 mil.

De acordo com a decisão, o site — que é ligado ao PMDB — deve ser retirado do ar pelo período de 24 horas e os responsáveis terão de informar à Justiça quem tentar acessar seus serviços, tudo isso por desobediência à legislação eleitoral.

“A urgência da medida é inquestionável, já que se não for concedida em caráter antecedente poderá vir a perder todo seu sentido, quando a propaganda irregular permanecerá sendo exibida”, escreve a sentença.

Ainda conforme a decisão judicial, os condenados devem “comprovar que o candidato Vanderlan tenha manifestado em público quanto a sua intenção em candidatar-se ao governo de Goiás e com interrupção do possível cargo de prefeito municipal, bem como constar de seu plano de Governo a contratação de professores sem concurso público”, decidiu e ainda chamou a atitude de “terrorismo eleitoral”.

A representação foi ajuizada pela Coligação Uma Nova Goiânia em desfavor do site Goiás Real e de Facebook Serviços Online do Brasil, “noticiando o cometimento de propaganda eleitoral negativa consistente em atribuir fala a pessoa de Vanderlan sem que tal tenha de fato ocorrido”.

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Danilo Guimarães

Voltamos ao tempo da ditadura???

Manoel Francisco Pereira

EXISTE O LIMITE DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO, ELE ACABA QUANDO O CONTEÚDO PASSA SER OFENSIVO.

Thiago Silva Lima

É sério isso?