Justiça manda soltar empresária supostamente envolvida na Operação Decantação

De acordo com decisão de desembargadora do TRF-1, Nilvane Tomas de Sousa Costa deve ser colocada em liberdade por ausência de fundamentos para prisão temporária

A empresária Nilvane Tomas de Sousa Costa, presa na última quarta-feira (24/8) na Operação Decantação, teve sua prisão considerada arbitrária e revogada nesta sexta-feira (26). A desembargadora Neuza Maria Alves da Silva, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região concedeu habeas corpus à empresária.

De acordo com a decisão da magistrada, que revogou o decreto do juiz federal da 11ª Vara da Justiça Federal em Goiás, Eduardo Pereira da Silva, não há fundamentos para que a investigada seja penalizada com a prisão temporária.

Nilvane Tomas é sócia da empresa Sanefer Construções e Empreendimentos LTDA. A desembargadora determinou que a empresária seja colocada imediatamente em liberdade. O alvará de soltura foi expedido no início da tarde.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.