Justiça condena SBT ao pagamento de R$ 500 mil para Rachel Sheherazade

No processo, ela disse que trabalhou na emissora entre 2011 e 2020, mas, mesmo atuando como empregada, o contrato de trabalho não foi registrado em sua CTPS

O Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) foi condenado a pagar R$ 500 mil a jornalista Rachel Sheherazade. A decisão foi do juiz do Trabalho Ronaldo Luis de Oliveira, de Osasco/SP, depois de analisar vídeo do Troféu Imprensa de 2017, quando Silvio Santos disse, em rede nacional, que ela deveria se limitar a oferecer a beleza e voz para ler as matérias inseridas no teleprompter, sem dar opiniões próprias.

A decisão se deu em processo trabalhista, com valor de condenação milionária, levando em consideração as verbas trabalhistas que a emissora terá de pagar à jornalista. No processo, ela disse que trabalhou na emissora entre 2011 e 2020, mas, mesmo atuando como empregada, o contrato de trabalho não foi registrado na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS). Na justiça, a jornalista pediu pagamento de verbas trabalhistas. O SBT negou que a jornalista tivesse executado as atividades exclusivas de jornalista.

O juiz, por sua vez, verificou que o trabalho dela foi realizado em longo período, sem solução de continuidade, entre 2011 e 2020, “sempre de modo habitual, pessoal, remunerado e, sobretudo, subordinado”. Para ele, a fala de Silvio Santos caracterizou-se como um comportamento claramente misógino, pois o apresentador evidenciou particular descaso com a figura da profissional, deixando claro que a contratação se deu pelo simples fato de ser mulher bonita e que, por isso, deveria se limitar a cumprir o papel de leitora de notícias.

2 respostas para “Justiça condena SBT ao pagamento de R$ 500 mil para Rachel Sheherazade”

  1. Avatar Elcio disse:

    Absurdo, cuspiu no prato que comeu…

  2. Avatar Nelson Claudio Fava disse:

    Saiu barato para o Silvio Santos, este pessoal não tem respeito por ninguém, gostam de usar as pessoas como escada para se darem bem!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.