Julian Assange é preso pela polícia britânica na embaixada do Equador

Fundador do WikiLeaks teria violado termos de seu asilo. Ele se refugiou na embaixada equatoriana em Londres para evitar ser extraditado para a Suécia

Foto: Reprodução

Foi preso nesta quinta-feira, 11, pela polícia britânica, Julian Assange, fundador do WikiLeaks. Segundo informações da Scotland Yard – sede central da Polícia Metropolitana de Londres – os agentes foram convidados a entrar na embaixada do Equador em Londres, onde o australiano estava abrigado desde 2012.

O presidente do Equador, Lenín Moreno, fez uma declaração sobre o caso em sua conta no Twitter: “O Equador decidiu soberanamente retirar o asilo diplomático de Julian Assange por violar reiteradamente convenções internacionais e protocolo de convivência”. O líder equatoriano garantiu, no entanto, que Assange não será extraditado para um país onde possa ser condenado à pena de morte.

O reduto equatoriano teria sido revogado após um colapso na relação entre Assange e o país. Quito acusou-o de vazar informações sobre a vida pessoal do presidente Lenín Moreno, violando os termos de seu asilo.

Segundo a polícia, Assange foi levado sob custódia para uma delegacia central de Londres e será conduzido perante o Tribunal de Magistrados de Westminster. Ele se refugiou na embaixada do Equador em Londres no ano de 2012 a fim de evitar sua extradição para a Suécia, onde seria interrogado por autoridades na investigação sobre agressão sexual, da qual fora acusado.

A investigação foi descartada posteriormente, entretanto, Assange teme ser extraditado para enfrentar acusações nos Estados Unidos, onde promotores federais estão investigando o WikiLeaks.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.