Jovem denuncia Burger King após ser nomeado de “macaco” em nota fiscal

Caso tomou conta das redes sociais nesta semana

Montagem

O universitário David Zambelli, de 24 anos, denunciou nesta semana caso de racismo em uma unidade da rede de fast food Burger King, em São Paulo. Conforme relato, o estudante de Relações Internacionais foi identificado como “macaco” no cupom fiscal de um pedido.

O jovem fez um boletim de ocorrência, que foi registrado como injúria racial, na Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), para que o funcionário responsável pelo ataque racista pudesse ser identificado e punido.

“A vítima prestou depoimento e imagens da câmera de monitoramento do estabelecimento serão solicitadas para identificação do autor”, informou a Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo por meio de nota.

O caso se tornou público e viralizou nas redes sociais depois que o universitário decidiu publicar sobre o caso no Facebook. A publicação rendeu uma série de comentários negativos sobre o Burger King, que ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.