José Mayer nega denúncia de assédio sexual: “Não misturem ficção com realidade”

Em resposta ao jornal “Folha de São Paulo”, o ator da TV Globo disse que pessoas estão o confundido com o personagem que interpreta atualmente na novela das 21 horas

Reprodução/TV Globo

O ator José Mayer, de 67 anos, comentou na tarde desta sexta-feira (31/3) a denúncia de assédio sexual de uma figurinista contra ele. Ao jornal “Folha de São Paulo”, responsável pela veiculação do relato da profissional, o artista nega as acusações e diz que está sendo confundido com o personagem que interpreta atualmente na novela das 21 horas.

“Respeito muito as mulheres, meus companheiros e o meu ambiente de trabalho e peço a todos que não misturem ficção com realidade. As palavras e atitudes que me atribuíram são próprias do machismo e da misoginia do personagem Tião Bezerra, não são minhas! Nesses 49 anos trabalhando como ator sempre busquei e encontrei respeito e confiança em todos que trabalham comigo”, respondeu.

Na denúncia, que havia sido publicada no blog “Agora é que são elas” e depois retirada do ar por orientação editorial, a figurinista conta que chegou no Rio de Janeiro há 5 anos, buscando realizar os sonhos profissionais e, há 8 meses, encontrou nele um algoz.

“Trabalhando de segunda à sábado, lidar com José Mayer era rotineiro. E com ele vinham seus ‘elogios’. Do ‘como você se veste bem’, logo eu estava ouvindo: ‘como a sua cintura é fina’, ‘fico olhando a sua bundinha e imaginando seu peitinho’, ‘você nunca vai dar para mim?’”, conta.

“Uma vez lhe disse: ‘você é mais velho que o meu pai. Você tem uma filha da minha idade. Você gostaria que alguém tratasse assim a sua filha?’”, continua. Ainda assim, conforme o relato, ele não se deteve. Em fevereiro deste ano, Susllem conta que o assédio chegou ao ponto do contato físico, quando José Mayer tocou sua genitália.

“Sim, ele colocou a mão na minha b***** e ainda disse que esse era seu desejo antigo. (…) Senti desespero, nojo, arrependimento de estar ali. Não havia cumplicidade, sororidade”, acrescenta.

Após o episódio, continua a figurinista em seu desabafo, ela relata que achava que o ator havia chegado ao seu limite. Entretanto, a profissional garante que Mayer tentou novamente tocar sua vagina, em um set de filmagem com outras 30 pessoas. Diante da negativa, ele a teria a chamado de “vaca”.

Em nota enviada ao Jornal Opção, a TV Globo informa que assunto foi apurado e as medidas necessárias estão sendo tomadas, mas destaca que não irá dar mais detalhes, pois a emissora “não comenta assuntos internos”. Confira abaixo a resposta na íntegra:

A Globo repudia toda e qualquer forma de desrespeito, violência ou preconceito. E zela para que as relações entre funcionários e colaboradores da emissora se deem em um ambiente de harmonia e colaboração, de acordo com o Código de Ética e Conduta do Grupo Globo. Todas as questões são apuradas com rigor, ouvidos todos os envolvidos, em busca da verdade. Desta forma e tendo o respeito como um valor inegociável da empresa, esse assunto foi apurado e as medidas necessárias estão sendo tomadas. A Globo não comenta assuntos internos.

Comunicação Globo

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Paulo Alberto Monteiro de Barros

A emissora “não comenta assuntos internos”? Assédio sexual não é crime? Desde quando um crime é “assunto interno”? Aí tem.