João de Deus é preso em Anápolis

Companhia de Policiamento Especializado cumpriu mandado de prisão no início da tarde desta quinta-feira (26).

Médium João de Deus | Foto: reprodução

A Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis cumpriu, no início da tarde desta quinta-feira (26), mandado de prisão contra João de Deus. O médium é acusado de crimes sexuais que teriam sido praticados durante atendimentos espirituais realizados na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia-GO.

No último dia 13, o Ministério Público ofereceu a 15ª denúncia contra João Teixeira de Faria pela prática de crimes sexuais. O autor dos delitos foi denunciado por estupro de vulnerável. Os casos teriam acontecido entre os anos de 1986 e 2017, envolvendo vítimas de diversos estados, como São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, por exemplo.

O Ministério Público informou ainda que a denúncia ainda traz outras 44 vítimas. No entanto, os crimes praticados contra elas já prescreveram, o que leva essas pessoas a atuarem apenas como testemunhas.

João de Deus é réu em 15 ações por crimes sexuais. O médium já foi condenado em três delas. A condenação total passa de 60 anos. Foram somadas as penas de 19 anos e quatro meses, 40 anos e 2 anos e seis meses. João de Deus também foi condenado por posse irregular de armas de fogo.

O médium passou a ser acusado de crimes de violação sexual mediante fraude e estupros de vulneráveis depois que mulheres denunciaram os abusos cometidos por ele durante um programa da rede Globo. Depois disso, outras vítimas também o denunciaram e o caso ganhou repercussão internacional.

João de Deus ficou preso entre dezembro de 2018 e março de 2020. Por ser idoso e por conta da pandemia, foi transferido para prisão domiciliar.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.