Jair Bolsonaro repete insulto e afirma que não estupra deputada porque ela “não merece”

A ex-ministra dos Direitos Humanos Maria do Rosário (PT-RS) foi atacada pelo deputado do PP-RJ após fazer críticas à ditadura

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil

O deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) repetiu nesta terça-feira (09/12), na Câmara, o insulto que havia feito em 2003 à deputada federal Maria do Rosário (PT-RS). Essa foi a reação de Bolsonaro a um discurso que a deputada fez contra a ditadura militar.

Na plenária, Maria do Rosário, que já foi Ministra dos Direitos Humanos, chamou a ditadura militar no Brasil (1964-1985) de vergonha absoluta e elogiou  o trabalho da Comissão Nacional da Verdade, que entrega seu relatório final na quarta-feira, Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Bolsonaro falou em seguida e, ao ver que a colega deixava o recinto, disse “Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, tu me chamou de estuprador, no Salão Verde, e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir”.

Em seguida, ele continuou a discursar e fez mais ataques à deputada e à presidente Dilma Rousseff. Afirmou que a ex-ministra dos Direitos Humanos é “mentirosa, deslavada e covarde” e disse que ela deixou o plenário para não ouvir acusações contra o governo Dilma. Um governo, segundo ele, “canalha, comunista, covarde, ladrão, ditatorial e corrupto”.

Jair Bolsonaro já havia dito a Maria do Rosário que não a estuprava porque ela não merecia em 2003, em uma discussão no Salão Verde da Câmara. Em seguida, empurrou a deputada, lhe apontou o dedo na cara e a chamou de vagabunda.

Confira o vídeo de 2003:

3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Patriota Brasileiro

A Maria do Rossário chamou o Bolsonaro de estuprador!! Ele apenas reagiu ao insulto! Então quer dizer que comunista pode ofender e todo mundo ficar calado! Esse jornal é a opção comunista!

Bruna Mader

Esse homem deveria ser preso, canalha, essa gente q deveria ser a voz do povo, só ouvem os próprios bolsos e ficam numa guerra sem fim por poder e dinheiro, no Brasil ser político é profissão.

Bruna Mader

Nenhuma mulher por mais o q ela é ou não é sem vergonha, jamais deveria ouvir tais palavras, vinda d um ser humano q se diz representante do povo, cargo político no Brasil é NEPOTISMO, HERANÇA… passa d pai pra filho, eles sentem o gosto por dinheiro fácil e vão se reservando na cobiça.