Iris Rezende é alvo de ação do MP por omissão de dados no site da prefeitura

Portal não possui informações nos links de “receita”, “despesas”, “contratos e convênios” e “diárias e passagens”

Divulgação

O Ministério Público de Goiás recomendou ao prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), a adequação do Portal da Transparência da Prefeitura à Lei de Acesso a Informação.

Conforme explica a promotora de justiça Villis Mara, o Tribunal de Contas dos Municípios (TCM-GO) determinou a elaboração de um relatório de Diagnóstico dos Municípios Goianos para averiguar o cumprimento da lei, em especial quanto ao mínimo de informações que devem constar no portal, e informou ao MP-GO as irregularidades no site da Prefeitura de Goiânia.

O estudo realizado com dados de setembro a dezembro de 2017 constatou a omissão de informações nos links de “receita”, “despesas”, “contratos e convênios” e “diárias e passagens”.

Com base nessas informações, a promotora fixou prazo de 30 dias para adequação à legislação, devendo ser comunicada das providências tomadas em até 10 dias.

Deixe um comentário