Iphan vai recuperar áreas históricas em Corumbá de Goiás e Pirenópolis

Prefeitos também devem receber maquete eletrônica e vídeo em realidade virtual que mostra como os espaços ficarão após obras de requalificação

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vai entregar nos dias 22 de fevereiro e 9 de março, projetos de requalificação urbana de áreas históricas para os municípios de Corumbá de Goiás e Pirenópolis. Entre as obras, também estão a elaboração de intervenções urbanística, arquitetônica, paisagística, além de outras outras como combate a incêndio. As propostas têm como um dos principais objetivos valorizar a importância histórica da arquitetura local.

Os projetos estão voltados para os largos das Igrejas Matrizes de Nossa Senhora da Penha de França, em Corumbá de Goiás e Nossa Senhora do Rosário, em Pirenópolis. Além dos projetos, os prefeitos receberão uma maquete eletrônica e um vídeo em realidade virtual, mostrando como os espaços ficarão depois das obras de requalificação, cujos investimentos serão de quase 357 mil, recursos provenientes da autarquia federal com à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo.

Em Corumbá de Goiás, a igreja construída entre 1750 e 1880 é rica em detalhes remete a um passado glorioso e expressa os anseios e culturais da população corumbaense. Já em Pirenópolis, o conjunto arquitetônico da Igreja de Nossa Senhora do Rosário é considerado monumento nacional, sendo a mais importante referência memorial e urbana da cidade. A partir da construção das igrejas, os largos se tornaram espaços essenciais na organização urbana e no desenvolvimento de ambas as cidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.