Infrações de trânsito registram queda de 83% após fiscalização por câmeras

Há seis meses, quando videomonitoramento foi implantado, número de autuações era de 120 por dia. Hoje a média é de 21 

A região do Parque Vaca Brava, primeira área coberta por videomonitoramento da capital, registrou uma queda de 83% na média de multas aplicadas durante os primeiros seis meses de funcionamento do sistema.

Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMT) no início eram registradas uma média de 120 autuações por dia e atualmente o número caiu para 21 registros. De acordo com a SMT, o principal motivo da redução é associado às campanhas educativas e informativas ao longo do período.

A infração mais comum na região é realizar conversão à esquerda com 1.183 registros, seguido por estacionar sobre a calçada, 1.061, estacionar nas esquinas e a menos de cinco metros do alinhamento da via transversal, 177, e fila dupla, 137.

O manuseio de celular ao dirigir, que em julho era uma das principais transgressões, caiu para a 8ª posição, com 55 pessoas filmadas enviando mensagens por meio de aplicativos. Conversas por chamada convencional totalizou 22 autuações, na 18ª posição. Ao todo, foram 3.922 autos válidos na região.

De acordo com o secretário Fernando Santana, o trabalho de fiscalização por vídeo se mostrou “extremamente eficaz” e ajudou a evitar acidentes.

Sem determinar prazo, o secretário afirmou ainda que outras regiões da cidade também receberão as câmeras de monitoramento, como o Corredor Universitário, o Aeroporto Santa Genoveva, região da 44 e Campinas.

Deixe um comentário