Idosa de 72 anos é presa por refino de cocaína em casa

Mulher atuava a mando do filho, segundo a Polícia Civil. Uma prensa e 25 quilos de cocaína foram apreendidos pelos investigadores

Dirce Cavalcante Filha atuava a mando do filho | Foto: Polícia Civil

Dirce Cavalcante Filha atuava a mando do filho | Foto: Divulgação/Polícia Civil

Uma idosa de 72 anos foi presa na noite da última quinta-feira (29/1) por comandar um laboratório de refino de cocaína na residência onde morava, no Setor Residencial Hugo de Morais, Região Noroeste de Goiânia.

Segundo a polícia, a aposentada Dirce Cavalcante Filha atuava a mando do filho. Welder José Cavalcante, 31, frequentava a casa constantemente e não estava no local no momento da prisão. Foragido da Justiça, ele já foi preso pela Polícia Federal em 2009, no Paraná, por tráfico de drogas e corrupção de menores.

Em depoimento ao titular da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), Alécio Moreira Sousa Junior, Dirce alegou que não sabia do laboratório. “Mas a senhora era auxiliar, agia de acordo com a direção do filho”, relata o investigador.

A mulher recebia produtos destinados ao refino da droga e revendia quantidades à pronta entrega. A casa foi alugada há três meses somente para a prática ilegal. Segundo o delegado, a intenção era não chamar a atenção, pois ela morava sozinha.

Foram apreendidos uma prensa, 25 quilos de cocaína, 150 quilos de ácido bórico — usado para a confecção da pasta-base do entorpecente — e frascos de éter, que complementa a composição da substância.

A Polícia Civil investigava a atuação dos dois desde o fim do ano passado, pois sabia do filho envolvido com tráfico, ainda foragido. Dirce foi autuada por tráfico de drogas e associação para o tráfico.

Deixe um comentário