Hugol vira centro de referência em assistência a queimados

Unidade passa a receber recursos federais para continuar trabalho com pacientes vítimas de queimaduras de Goiânia e todos o Estado de Goiás

Hugol vira centro de referência para tratamento de queimados | Foto: Divulgação /assessoria

A unidade especializada no atendimento a pacientes vítimas de queimaduras do Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) foi habilitada como Centro de Referência em Assistência a Queimados de alta complexidade em Goiânia

A habilitação foi divulgada na última quinta-feira (20/7) no Diário Oficial da União, por meio da portaria nº 1.229, de 18 de julho de 2017.

Os sete leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 10 leitos de enfermaria para queimados, em funcionamento desde a inauguração do hospital em julho de 2015, passam a contar com o custeio do Ministério da Saúde. Essa habilitação foi obtida através do apoio entre a organização social gestora da unidade de saúde (AGIR), a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) e a Secretaria Municipal de Goiânia (SMS), com o empenho específico da senadora Lúcia Vânia, que interveio para que o processo tramitasse em caráter de urgência.

De julho de 2015 a junho de 2017, o hospital atendeu 723 vítimas de queimaduras graves, de média e alta complexidade, sendo 69% referentes a adultos e 31% a crianças, pacientes com internação de longa permanência devido à gravidade dos casos.

O centro de referência em assistência a queimados do Hugol ganhou o nome do Dr. Nelson Picollo, homenageando o pioneiro do tratamento de queimaduras no Estado de Goiás, e recebe pacientes regulados pelas centrais de regulação do Estado que apresentam critérios de internação normatizados pela Sociedade Brasileira de Queimaduras.

O serviço conta com equipe médica (plástica e intensivista), de enfermagem e multiprofissional (fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, serviço social, nutrição e terapia ocupacional), especializadas no atendimento dos pacientes com queimaduras.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.