Homem é preso após ameaçar ex-namorada através de PIX

Homem responde como autor de crimes de perseguição qualificada pelo contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher e descumprimento de medidas protetivas de urgência

Um soldado da aeronáutica foi preso em flagrante nesta segunda-feira, 18, por ameaçar a ex-namorada por meio de mensagens e recados via PIX em Valparaíso de Goiás. De acordo com as investigações da Polícia Civil de Goiás, por meio da equipe da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam), o suspeito utilizava transferências, via PIX, para enviar mensagens para a vítima.

Segundo investigações, foi identificado que a vítima namorou com o soldado por cerca de três meses. Após esse tempo, o homem teria se mostrado agressivo e ciumento, especialmente quando embriagado. Com isso, a vítima terminou o relacionamento no mês de março, o que teria levado o homem a praticar atos de perseguição contra ela. De acordo com a Polícia Civil, o homem chegou a ir na casa da ex-namorada, além de manter contato com ela por meio de contas falsas no Instagram, uma vez que o perfil dele estava bloqueado.

Com isso, foram decretadas medidas protetivas contra o suspeito. Porém, segundo a Polícia Civil, depois de uma nova briga, o autor passou a praticar a perseguição. Logo após, mulher teria bloqueado o suspeito mais uma vez nas redes sociais e, a partir disso, o soldado passou a fazer transações financeiras de centavos para a conta da vítima, por meio de PIX. Além disso, homem também ameaçou a ex-namorada por meio de mensagens enviada para o namorado de uma amiga dela.

Desta forma, o homem responde como autor de crimes de perseguição qualificada pelo contexto de violência doméstica e familiar contra a mulher e descumprimento de medidas protetivas de urgência. Além disso, suspeito estava usando atestados falsos para não comparecer ao trabalho, o que classifica, também, como eventuais crimes contra a administração militar.

Foto: Reprodução/Polícia Civil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.