Grupo extremista atira homem de prédio por “ser gay”

Terroristas do Estado Islâmico postaram fotos do assassinato e escreveram sentença: “um homem que pratica sodomia deve ser atirado do ponto mais alto da cidade”

Foto: reprodução / The Telegraph

Foto: reprodução / The Telegraph

Imagens chocantes de um grupo de terroristas islâmicos atirando um homem de um prédio circulam na internet. De acordo com informações do jornal inglês The Telegraph, ele foi jogado do telhado por ser gay.

Na descrição das fotos, postadas em um site jihadista, é possível ler uma decisão: “a Corte Islâmica de Wilayet al-Furat decidiu que um homem que pratica sodomia deve ser atirado do ponto mais alto da cidade”. Também foi determinado que ele seja apedrejado até a morte.

Não se sabe se a vítima morreu após a queda de dois andares, que ocorreu em uma área no Norte do Iraque — controlada pelo Estado Islâmico. Em uma das imagens, nove homens armados usando balaclavas pretas comemoram enquanto o homem aparece imóvel no chão.

Foto: reprodução / The Telegraph

Foto: reprodução / The Telegraph

Ainda segundo o jornal, esta é a terceira vez na qual um homem é morto em domínios islãs sob “acusação de homossexualidade”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.