Grande Goiânia pode ficar sem água com crescimento populacional, alerta diagnóstico

Plano de Desenvolvimento Integrado aponta limitações hídricas no abastecimento da Região Metropolitana. Expansão urbana desordenada também preocupa

A equipe que elabora o Plano de Desenvolvimento Integrado da Região Metropolitana de Goiânia (PDI) está concluindo a fase de diagnóstico e já chegou a algumas conclusões importantes sobre a Grande Goiânia.

Segundo o coordenador dos trabalhos, o arquiteto, urbanista e superintendente Executivo de Assuntos Metropolitanos da Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), Marcelo Safadi, os estudos mostram que é preciso cuidado especialmente nas questões hídricas e de expansão urbana.

“O grande debate hoje é a capacidade populacional da região tendo em vista a disponibilidade de recursos”, pontuou. Segundo o arquiteto, o diagnóstico lembra que há uma diferença entre a capacidade de abastecimento, que tem a ver com a estrutura instalada, e a disponibilidade hídrica, que diz respeito às condições ambientais.

Considerando essa questão, a conclusão é de que existe uma limitação populacional na Região Metropolitana. O diagnóstico mostra que a quase totalidade do sistema de abastecimento de água precisa ser readequado.

Também é preciso estabelecer uma política de expansão urbana que permita, por exemplo, garantir o funcionamento do transporte público. “O diagnóstico também aponta para a grande dificuldade de se estabelecer um sistema de transporte coletivo eficiente se a expansão urbana continuar desordenada”, explica Marcelo. “Modelo atual é desconectado de um planejamento.”

Depois de concluído o diagnóstico, o próximo passo será uma audiência na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), prevista para o próximo dia 18 de outubro. Depois, ainda serão feitos seminários e audiências de macrozoneamento, para então definir as diretrizes metropolitanas, que irão orientar o trabalho do Conselho de Desenvolvimento da Região Metropolitana (Codemetro). “São as condições técnicas para que eles possam tomar decisões políticas”, pontuou.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.