Governo federal solicitou leitos para Goiânia, diz Rogério Cruz

Chefe do Executivo municipal, empossado nesta sexta-feira, no entanto, salientou que a gestão é do governo do estado

Rogério Cruz | Foto: Lívia Barbosa/ Jornal Opção

O prefeito Rogério Cruz (Republicanos) afirmou, em entrevista na manhã desta sexta-feira, 15, que o governo federal solicitou uso de leitos em Goiânia para pacientes transferidos de Manaus. O chefe do Executivo municipal, empossado nesta sexta, no entanto, salientou que a gestão é do governo do estado.

“Recebi uma ligação da Casa Civil da presidência da República para autorização do uso de leitos em Goiânia. A estrutura, entretanto, é toda federal. Apenas receberemos essas pessoas [pacientes de covid-19] e toda gestão será da Secretaria de Estado da Saúde”, disse.

O estado de Goiás está entre na lista do Ministério da Saúde para recebimendo de pelo menos 120 pacientes com Covid-19 do Amazonas. O estado passa por um colapso no sistema de saúde, com crise no fornecimento de oxigênio.

Nova gestão

O prefeito ainda reforçou que dará sequência aos projetos ideializados por Maguito Vilela (MDB), prefeito eleito que morreu na última quarta-feira, 13. Segundo Rogério Cruz, a equipe formatada a partir das indicações do emedebista será mantida, assim como o plano de governo será seguido.

“Não tenho medo de estar só. Temos uma equipe formatada, temos os vereadores ao nosso lado e a confiança em Deus, que sempre nos orientou e está nos orientando”, disse.

Além disso, pontuou que o presidente do MDB estadual, Daniel Vilela, filho de Maguito, também estará na gestão, pois é “filho do prefeito que formatou o projeto para Goiânia”.

Base

Rogério Cruz ainda ressaltou que trabalhará em conjunto com os vereadores e que não terá dificuldades em montar uma base na casa, já que foi vereador por dois mandatos e Romário Policarpo (Patriota) é um presidente que congrega.

Já para a indicação a líder do governo na Câmara Municipal ainda deve analisar através de reunião com secretários e vereadores. Na semana passada, parlamentares da base sugeriram o nome de Sandes Júnior (PP).

“Conhecemos bem a casa, sabemos o tipo de vereador que precisa para ser líder. Um líder tem que ser pautado em ética e relacionamento, se houver alguém do meu partido pode ser que seja. Não imporei isso”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.