Governo de Goiás protocola orçamento de 2020 com déficit de R$ 3.59 bi

Despesa total  é projetada para R$ 32 bilhões, dos quais 58% são da folha de pagamento de servidores. “Queremos focar naquilo que é real, que tem condições de ser entregue para a população”, comentou o vice-governador

Foto: Divulgação

Com déficit de R$ 3,59 bilhões, o Governo de Goiás apresentou nesta quarta-feira, 2, a Lei Orçamentária Anual (LOA). Para o próximo ano, o Executivo orça receita no valor global de R$ 29.3 bilhões.

Do total orçado, R$ 28 bilhões serão para o orçamento fiscal e R$ 1 bilhão de empresas estatais. Além disso, R$ 16,6 bilhões são receitas desvinculadas. Para as emendas impositivas ficou acordado ainda no início do ano 0.7%.

Dos R$ 32,9 bilhões de despesa, estimadas na LOA, R$ 18,6 bilhões são com folha de pagamento e encargos sociais.

De acordo com o deputado estadual Bruno Peixoto (MDB), a base está trabalhando para que orçamento das emendas impositivas seja cumprido na íntegra. “Sabemos da realidade do Estado e os deputados são sensíveis a isso”, diz.

Quanto ao andamento da LOA, ele diz que há que se promover audiências publicas, além das discussões com o governo. “Vamos debater com a sociedade e com o governo para melhorar a peça para a população”, afirma.

O vice-governador, Lincoln Tejota, que esteve na Assembleia nesta quarta, ressaltou que a LOA agora não “é mais uma peça fictícia que vai sacar ali uma coisa ou outra”. “Queremos focar naquilo que é real, que tem condições de ser entregue para a população”, explicou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.