Governo de Goiás libera construção de 69 moradias em Ipameri

Investimento é de R$ 3,2 milhões, dos quais R$ 1,4 milhão em Cheque Mais Moradia. O aporte de recursos do Estado é de R$ 20 mil por unidade

O presidente Luiz Stival assina hoje (13/01), a partir das 9 horas, ordem de serviço para a construção de mais 60 moradias em Ipameri

O presidente Luiz Stival assina ordem de serviço para a construção de mais 60 moradias em Ipameri | Foto: Divulgação/ Assessoria

As obras de construção de 69 moradias da segunda etapa do Residencial Enedina Oliveira e Silva, em Ipameri, região Sudeste de Goiás, começa na próxima segunda-feira (19/1). A ordem de serviço foi assinada nesta terça-feira (13/1) de manhã pelo presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Luiz Stival, durante reunião com a equipe de engenharia, a construtora responsável e a prefeita de Ipameri Daniela Vaz (PSDB), que teve também a participação do padre Rafael Magul – que atua no município.

Com 25 mil habitantes e déficit de 566 moradias – segundo dados da Fundação João Pinheiro/ Censo 2010 –, o município está sendo atendido pela parceria Governo de Goiás/ Cheque Mais Moradia e Caixa/FGTS imóvel na planta.

O investimento na construção dessas casas é de R$ 3,2 milhões, dos quais R$ 1,4 milhão em Cheque Mais Moradia. O aporte de recursos do Estado é de R$ 20 mil por unidade habitacional. As famílias beneficiárias arcam com pequeno financiamento, com parcelas que variam de R$ 80 a R$ 250. As casas serão edificadas em lotes de 250 metros quadrados, com área construída de 44,74 metros quadrados, sendo dois quartos, sala-cozinha, banheiro social e área de serviço.

No ato de assinatura da ordem de serviço, Luiz Stival salientou que foi criado um novo modelo de gestão das obras para que se cumpra à risca o cronograma de execução para que não haja atraso na entrega das casas para as famílias beneficiárias. Ele explicou para a prefeita como são realizadas a fiscalização e o sistema de medição da obra para liberação do Cheque Mais Moradia, que é feito em quatro etapas.

“O Governo de Goiás prima pela transparência de suas ações. Por isso solicitamos o apoio da comunidade de Ipameri e da Prefeitura para ajudar a fiscalizar a obra. Aqui fica estabelecido um canal direto de comunicação com a Agehab e a construtora responsável nesse processo de acompanhamento da construção das casas”, frisou Luiz Stival.

O prazo contratual para término das casas é de oito meses. Ipameri já foi beneficiado pelo Governo de Goiás com Cheque Mais Moradia para reforma de 500 unidades habitacionais e com escrituras do programa Casa Legal, executado pela Agehab. Está em fase final o processo de regularização do Residencial Enedina.

Deixe um comentário