Governo de Goiás divulga lista com novos classificados para o programa CNH Social

Chamada faz parte da 1ª etapa do programa que contempla, nesta fase, novos 363 candidatos. Ideia consiste em ofertar aos goianos de baixa renda a oportunidade de acesso ao documento 100% gratuito

Foto: Reprodução

O Governo de Goiás, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-GO), divulgou, nesta segunda-feira, 6, uma nova chamada para a 1ª etapa do Programa CNH Social. A lista com 363 candidatos contemplados nesta 3ª fase já se encontra disponível no site do Departamento. A partir dessa listagem, os candidatos poderão realizar a matrícula e agendar a entrega da documentação necessária para abertura do processo.

Na 1ª etapa do programa foram ofertadas 670 vagas para cada uma das três áreas cobertas pela CNH Social — estudantil, rural e urbana —, sendo que 10% delas são destinadas a pessoas com deficiência.

Mais de 90 mil pessoas se inscreveram no programa. No dia 22 de junho, houve a entrega simbólica das primeiras habilitações. Como cada processo é individual e pode durar até 18 meses, os documentos dos contemplados são entregues à medida que os candidatos cumpram todas as etapas do processo a que estão submetidos.

Passo a passo

Os candidatos que tiverem o nome na lista da 3ª chamada deverão efetuar a matrícula online, imprimir o comprovante e realizar o agendamento para atendimento presencial na sede do Detran-GO, Vapt Vupt ou Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) para apresentar a documentação. Quem não apresentar os documentos necessários será desclassificado.

Os contemplados receberão total isenção das taxas do Detran-GO — inclusão no Renach, licença de aprendizagem de direção veicular, agendamento de prova teórica e agendamento de exame prático. Também se abstêm de pagar pelos exames médico e psicológico, junta médica, quando se trata de candidato com deficiência, e toxicológico, exigido para categoria profissional. São oferecidos ainda o curso teórico de legislação de trânsito e as aulas práticas de direção com direito a até três retestes.

Pensado como um programa para promover a justiça social e oferecer mais uma ferramenta de trabalho aos goianos de baixa renda, a CNH Social foi capaz de atuar de forma muito mais impactante do que a prevista inicialmente, haja vista que 2020 segue marcado pela pandemia da Covid-19. Pensando nisso, a intenção do governo é de abrir, já neste segundo semestre, mais quatro mil vagas para o programa.

Inclusive, o governador Ronaldo Caiado enviou à Assembleia Legislativa de Goiás projeto de lei com o objetivo de melhorar e simplificar o processo para a seleção dos beneficiários desse programa social. Segundo a proposta, com a alteração, serão levados em consideração critérios mais humanizados e socialmente adequados para o desempate dos candidatos inscritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.