Governo cria força-tarefa para monitorar barragens e rios de Goiás

Nesta terça, 11, houve registro de aumento do nível das águas na região da Chapada dos Veadeiros, em Alto Paraíso de Goiás, inundação causada pelo Rio Beira Rio, em Itapirapuã, e o Rio das Almas, em Pirenópolis, transbordou

Uma força-tarefa criada pelo Governo do Estado monitora barragens e também rios de diversos municípios de Goiás. Nas regiões atingidas pelas fortes chuvas também estão sendo distribuídas cestas de alimentos e água potável aos moradores. O monitoramento nas regiões é constante e foi intensificado depois que o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alertou que as chuvas devem aumentar em Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Como feito, sobe também o risco de alagamentos, transbordamentos e desabamentos.

Nesta terça-feira, 11, por exemplo, o Rio das Almas transbordou após as fortes chuvas e a água invadiu até mesmo parte da Rua do Lazer, em Pirenópolis. Vídeos que circulam nas redes sociais também mostram o alto volume de água na Ponte da Pedreira e na Cachoeira do Abade. No primeiro local, a força das águas ultrapassa a ponte e ainda é possível ver pessoas e um caminhão parados sem conseguirem fazer a travessia. A Defesa Civil de Pirenópolis recomendou o fechamento das cachoeiras e emitiu alterar sobre o risco de desabamentos.

Também nesta terça, houve registro de aumento do nível das águas na região da Chapada dos Veadeiros, em Alto Paraíso de Goiás, e inundação causada pelo Rio Beira Rio, em Itapirapuã. Em Anápolis, o Corpo de Bombeiros teve de resgatar um cachorro da raça Pinscher que ficou ilhado em um córrego no Setor Andracel, cujo nível está acima do normal. A previsão do Inmet é que as chuvas em Goiás arrefeçam após o dia 15.

A secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, inclusive, monitora uma barragem em Flores de Goiás. O objetivo é garantir segurança e supervisionar alagamentos, como o encontrado em afluente do Rio Paranã, entre os municípios de Flores de Goiás e Formoso. Vulcanis também esteve em Nova Roma. No local há brigadistas do Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCaN) que ajudam no descarregamento de cestas básicas e atendem demandas da população. A ONG Aliança da Terra dá suporte às ações.

Rua do Lazer, em Pirenópolis, nesta terça-feira, 11 | Foto: Reprodução

Monitoramento

Por causa da chuvas, o governador Ronaldo Caiado esteve presente nas regiões Norte e Nordeste de Goiás entre os dias 30 de dezembro e 05 de janeiro. Ele acompanhou as dificuldades enfrentadas pela população diante da situação de emergência causada pelas chuvas. Na ocasião, foram entregues 1,8 mil cestas básicas e 1,2 mil cobertores às famílias atingidas.

Diante dos efeitos das chuvas, a Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra) mantém mais de 100 equipamentos na região para executar esses serviços nos municípios atingidos, com R$ 80 milhões investidos em um plano de contingência. Mais de 30 caminhões e carretas estão em operação na obra que já teve a primeira parte concluída, com a estabilização do aterro.

Outros trechos serão recuperados na região: GO-447, Divinópolis à GO-118 (Monte Alegre); GO-452, Campos Belos à divisa com Tocantins; GO-549, entroncamento com a GO-447 e GO-118; GO-498, entroncamento com a GO-110 e GO-452; GO-110, São Domingos à Divinópolis; GO-236, de Flores de Goiás a Alvorada do Norte; GO-114, de Flores de Goiás ao entroncamento com a GO-239; GO-108, de Posse a Guarani de Goiás; e GO-241, de Cavalcante a Minaçu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.