Governador do Maranhão diz que ataque de Bolsonaro é ‘gravemente ilegal’

Presidente da república foi flagrado dizendo a ministro da Casa Civil que ‘não tem que ter nada com esse cara’, sobre Flávio Dino

Flávio Dino (PC do B) responde ataque do presidente | Foto: Reprodução / Gov. do Maranhão

Nesta sexta-feira, 19, foi publicado vídeo em que o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), em conversa informal com ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, diz: “daqueles governadores de ‘paraíba’, o pior é o do Maranhão; tem que ter nada com esse cara”. O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), se manifestou em suas redes sociais. 

Pelo Twitter, o governador afirmou: “Independentemente de suas opiniões pessoais, o presidente da República não pode determinar perseguição contra um ente da Federação. Seja o Maranhão ou a Paraíba ou qualquer outro Estado. “Não tem que ter nada para esse cara” é uma orientação administrativa gravemente ilegal”.

Nas redes sociais, a interpretação é de que Bolsonaro utilizou o termo “paraíba” para se referir ofensivamente a nordestinos em geral, e não ao governador do Estado da Paraíba, João Azevedo (PSB). Segundo a Revista Época, Flávio Dino avalia denunciar Jair Bolsonaro à Procuradoria-Geral da República.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.