Governador autoriza construção de 4,1 mil moradias em 47 municípios

Investimento de R$ 41,5 milhões se dará por meio do Cheque Mais Moradia nas regiões de Jaraguá e Mozarlândia

Na sequência de Encontros Regionais do programa Goiás na Frente, o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), assina ordens de serviço nesta quarta-feira (10/5) em Mozarlândia e Jaraguá autorizando a Agência Goiânia de Habitação (Agehab) a firmar convênios com 47 municípios nas regiões de abrangência desses municípios.

As ordens de serviço são para construção de 4.145 unidades habitacionais, com destinação de recursos da ordem de R$ 41,5 milhões em Cheque Mais Moradia. A agenda do governador será acompanhada pelo presidente da Agehab, Luiz Stival (PSB), começando por Mozarlândia, às 9 horas, no Centro de Convenções da cidade. Depois, às 15 horas, a comitiva chega a Jaraguá para apresentar, na Casa de Eventos Arruda, o programa que investirá R$ 9 bilhões na melhoria de infraestrutura e qualidade dos serviços do Estado, em diversas áreas, dentre as quais habitação.

Em Mozarlândia, distante 302 quilômetros de Goiânia, o governador Marconi assinará autorizações para construção de 1.059 unidades habitacionais em 17 municípios. Os recursos em Cheque Mais Moradia são da ordem de R$ 10,5 milhões. Municípios beneficiados: Araguapaz, Aruanã, Faina, Goiás, Guaraíta, Heitoraí, Itaberaí, Ipiranga, Itapuranga, Mozarlândia, Morro Agudo, Mundo Novo, Nova América, Nova Crixás, Novo Planalto, Rubiataba e São Miguel do Araguaia.

Em Jaraguá, a 120 quilômetros de Goiânia, o governador assinará ordens de serviço para construção de 3.086 unidades habitacionais em 30 municípios, destinando R$ 30 milhões e 860 mil em Cheque Mais Moradia de contrapartida do Estado para os empreendimentos. Nessa regional serão beneficiados os municípios de Jaraguá, Anápolis, Campo Limpo de Goiás, Nova Glória, Ouro Verde de Goiás, Petrolina de Goiás, Pirenópolis, Rialma, Rianápolis, Santa Izabel, Santa Rita do Novo Destino, Santa Rosa de Goiás, São Francisco de Goiás, São Patrício, Taquaral de Goiás, Carmo do Rio Verde, Ceres, Cocalzinho, Corumbá, Damolândia, Goianésia, Itapaci, Itaguari, Itaguaru, Itauçu, Jesúpolis, Nerópolis, Nova Veneza, Uruana e Vila Propício.

Os municípios atendidos pelo programa nesta fase são os que ainda apresentam déficit habitacional, de acordo com levantamento do Ministério das Cidades, tendo como base dados do Censo e da Fundação João Pinheiro.

O programa Goiás na Frente destinará R$ 9 bilhões para melhoria de infraestrutura e qualidade dos serviços do Estado, dos quais R$ 6 bilhões de recursos do Estado e outros R$ 3 bilhões da iniciativa privada, em diversas áreas. Na área de moradia, a administração Marconi Perillo vai investir R$ 1 bilhão em habitação de interesse social, sendo R$ 300 milhões em Cheque Mais Moradia, R$ 600 milhões da parceria com a Caixa Econômica Federal e R$ 100 milhões de contrapartida dos municípios, com a doação dos terrenos regularizados para construção.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.