Goiás recebe nota máxima em estudo que avalia reforma previdenciária nos estados

Ao lado do Estado de Goiás, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pará também dividem a primeira posição em ranking desenvolvido pelo Centro de Liderança Pública

Goiás aprovou reforma da previdência no Estado em dezembro de 2019 | Foto: Reprodução

O Centro de Liderança Pública (CLP) divulgou nota técnica em que estuda os impactos das reformas das previdências nos estados. De acordo com a CLP, elas contribuíram com quase 1/3 da economia prevista pela Instituição Fiscal Independente para a reforma prevista no texto do governo federal.

No sistema de avaliação das reformas previdenciárias estaduais, é gerado um score de 0 a 10 que mede os impactos das propostas. São listadas 12 medidas principais que se agregam em oito grupos, cada um somando de um a dois pontos. Os estados que adotaram integralmente a medida recebe o ponto inteiro. Em caso de adoção parcial, é atribuído 50% da pontuação.

No ranking, Goiás desponta como um dos quatro estados que atingiu a pontuação máxima de 10. Empatados na primeira posição, também estão Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Pará.

Goiás havia apresentado sua reforma no dia 21 de dezembro de 2019. Das 27 unidades federativas, vinte conseguiram aprovar suas reformas da previdência.

De acordo com a nota técnica, com a crise desencadeada pela pandemia de Covid-19, a sustentabilidade fiscal dos entes brasileiros se tornou essencial para o Brasil conseguir retomar o desenvolvimento econômico nos próximos anos para poder prestar serviços públicos de qualidade.

Confira o ranking dos estados:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.