Goiânia pode ganhar um jardim de plantas para visitação de cegos

O projeto já foi aprovado em duas votações na Câmara Municipal e depende agora de ser sancionado pela prefeitura

Projeto de criação do Jardim Sensorial foi apresentado pela vereadora Dra. Cristina Lopes | Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

A Câmara Municipal de Goiânia aprovou em segunda e última votação o projeto que cria o Jardim Sensorial, um local de exposição de várias espécies de plantas para pessoas cegas ou com dificuldades severas de visão. O jardim poderá entrar na pauta de construções da prefeitura quando for sancionado pelo Paço Municipal.

A autora do projeto, Dra. Cristina Lopes (PSDB), explicou que “o jardim é voltado para pessoas que não enxergam, mas podem sentir as coisas pelo tato. Elas poderão ter contato sensorial com plantas típicas do cerrado”. O projeto não define localidade para a obra ser executada. Porém, a vereadora sugere os locais mais visitados da capital, como o Parque Vaca Brava, Lago das Rosas e Anicuns.

Esses espaços para visitação e conhecimento artístico já existem em algumas cidades, como em Betim (MG) e São Paulo (SP). O jardim sensorial de Betim é atualmente considerado o maior do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.