Gleisi Hoffmann, presidente do PT, defendeu o deputado André Janones (Avante-MG) em relação às acusações de envolvimento em um esquema de rachadinha em seu gabinete. O parlamentar teria participado de um repasse indevido de salários de funcionários, conforme indicado em um áudio atribuído a ele.

“A extrema-direita não perdoa Janones por sua atuação política. Quem tem histórico de rachadinhas, fake news e desvio de dinheiro público são os que hoje atacam o deputado. Estamos solidários com ele na evidência da verdade”, postou a presidente do PT pelo antigo Twitter, o X.

As informações e o áudio vazado foram publicados pelo portal de notícias Metrópoles. Janones negou as acusações, sustentando que o áudio, gravado durante uma reunião em 2019, tratava-se de uma proposta de “vaquinha” para cobrir os gastos de suas campanhas eleitorais.

“Não existe a palavra ‘devolver’ no áudio, se fala em vaquinha. Discordo que vaquinha seja o mesmo de rachadinha. Qual a diferença? É muito nítida. Na rachadinha, existe um controle, você sabe quanto a pessoa recebe, cobra um valor determinado e ela tem que devolver para você. Isso é uma maneira de você desviar indiretamente. É roubo, corrupção”, se defendeu o parlamentar, em entrevista ao Uol.

Na época, o deputado recém-eleito afirmou que seu patrimônio estava debilitado, após uma malsucedida candidatura à prefeitura de Ituiutaba (MG) em 2016.

O vazamento do áudio foi atribuído a Cefas Luiz, ex-assessor de Janones, que planeja encaminhar o material à Polícia Federal (PF), acompanhado de outras supostas evidências de irregularidades do deputado. Na gravação, Janones teria mencionado negociações privadas para contribuir no custeio de suas despesas pessoais, sem revelar os participantes da reunião gravada.

“Eu não me corromper significa não ceder à corrupção. Por exemplo, tem algumas pessoas aqui que eu vou conversar em particular depois que vão receber um pouco de salário a mais e elas vão me ajudar a pagar as contas do que ficou da minha campanha de prefeito”, afirma Janones em uma parte do áudio.

Essa não é a primeira vez que Janones enfrenta acusações de rachadinha. Em agosto de 2022, o ex-assessor Fabrício Ferreira, em entrevista ao programa Jovem Pan Morning Show, alegou a existência de um suposto esquema, sem apresentar provas concretas, relacionando-se ao recebimento indevido de salários por parte de funcionários e alegando repasses para o deputado por meio de outro assessor.

Leia também: