Garoto que matou vizinha de 14 anos não pode ser tratado como psicopata

Promotor da Infância e da Juventude faz ponderação sobre quadro clínico do adolescente de 13 anos, autor de crime bárbaro que chocou Goiânia

Reprodução

O adolescente de 13 anos apreendido em flagrante na última quarta-feira (23/8) depois de matar uma colega de escola um ano mais velha a facadas não pode ser enquadrado nas categorias de psicopata ou sociopata. É o que explicou, em entrevista ao Jornal Opção, o promotor da Infância e da Juventude da capital, Frederico Santos.

Segundo aponta, a psicopatia é um diagnóstico proscrito dentro da psicologia ou da psiquiatria em casos que envolvem menores de idade. “Nenhum médico pode tratar dessa forma”, explica.

Sem dar detalhes do depoimento do garoto, o promotor diz que a situação dele lembra à de um “maníaco”, já que não expressa qualquer tipo de remorso ou sequer entende o porquê dos pais estarem sofrendo.

Outro detalhe do crime que chama atenção diz respeito às circunstâncias em que o crime ocorreu. Ao que tudo indica, o adolescente não pretendia matar a vítima em questão até encontrá-la.

“Trata-se de um impulso mecânico. Ele encontrou essa menina, com quem não tinha qualquer desafeto, e já estava com vontade de matar. Deu apenas vazão a este sentimento de raiva. O que motivou essa raiva é algo a ser esclarecido”, explicou.

No entendimento do promotor, o crime poderá ser enquadrado como feminícidio, uma vez que, de acordo com Frederico Santos, a condição de vulnerabilidade da adolescente pode ter sido levado em conta para a escolha da vítima.

“Mas do ponto de vista da infância pouco importa os agravantes. A gente coloca mesmo apenas para tipificar. O próprio crime já é o suficiente para interná-lo”, pontuou.

Conforme já tratado pelo Jornal Opção, o adolescente poderá ficar internado por no máximo três anos pelo homicídio. Como ele é menor de idade, o caso será regido pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que tem regras diferentes do Código Penal.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.