Funcionário ganha processo por bullying em Goiânia

Superior afirmou que o auxiliar de transporte era portador do vírus HIV por perder mais de 30 quilos

Tribunal Regional do Trabalho de Goiás| Foto: Reprodução / Facebook TRT / Rodrigo Magalhães

Em Goiânia, bullying em local de trabalho resultou em indenização por danos morais. Uma empresa de logística foi condenada a indenizar um auxiliar de transporte em R$ 5 mil porque, segundo os autos, outro funcionário afirmou que o empregado era portador do vírus HIV, pois havia emagrecido mais de 30 quilos. 

A sentença foi dada pela 9ª Vara do Trabalho de Goiânia e recurso da empresa – que pedia diminuição da condenação – foi negado. O auxiliar de transporte relatou que em três anos passou de 112 quilos a 78 e se sentia bem com o resultado até que o coordenador regional da empresa espalhou o boato de que ele teria emagrecido por conta do vírus HIV.

Segundo o portal Rota Jurídica, o funcionário procurou seus superiores, os Recursos Humanos (RH) e com a central de São Paulo. Todos seus esforços foram ignorados e o funcionário chegou a ouvir que teria de aturar o coordenador por ser de hierarquia superior. Em suas tentativas de contatar a central telefônica da empresa em São Paulo, o funcionário foi atendido apenas por uma secretária eletrônica. 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.