Francisco Júnior diz que ressalvas nas contas de 2017 prejudicariam o Estado

Deputado foi um dos que votou pela aprovação sem recomendações do TCE em 2018, mas aprovou decreto de calamidade financeira

Foto: Divulgação

O decreto de calamidade financeira do Estado proposto pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) foi aprovado na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira, 24. Entretanto, alguns parlamentares que concordaram com a medida também haviam votado, no ano passado, pela aprovação das contas de 2017 sem ressalvas.

Um deles foi o deputado Francisco Júnior (PSD), eleito deputado federal. Ao Jornal Opção, ele disse que, preferiu a aprovação sem ressalvas das contas no exercício de Marconi Perillo (PSDB), porque elas prejudicariam o Estado, no sentido de conseguir empréstimos e investimentos almejados à época.

O parecer do TCE-GO enviado à Alego em abril de 2018 aprovava as contas do ano anterior, mas com algumas pontuações. “São sugestões para o próximo exercício que não alteram o resultado, mas poderiam causar prejuízos para o que se desejava”, explica.

Para ele isso não contrapõe seu posicionamento na Casa ao votar à favor do decreto de calamidade. “Não houve mudança de opinião, essa é uma estratégia escolhida pelo atual governador para buscar recursos, mesmo discordando da escolha, eu não posso barrar a entrada de receita”, explica.

Júnior ainda reitera que tem divergências políticas com o governador Ronaldo Caiado (DEM), mas isso não pode influenciar a ponto de ir contra meios de conseguir receitas para o Estado. “Por mais que eu discorde ou ache que teriam outras estrategias”, completa.

2 respostas para “Francisco Júnior diz que ressalvas nas contas de 2017 prejudicariam o Estado”

  1. Wesley Santana Tolentino disse:

    Parabéns ao deputado Francisco Júnior Sempre coerente e atento às minúcias da política e diligente nas causas que muito importa a nós goianos. Assim como é na ALEGO, s em breve se tornará em um grande parlamentar na Câmara dos deputados.

  2. Geraldo de Sousa Ribeiro disse:

    Mais um político ssm rumo e sempre em cima dp muro, quando o assunto e governo. Estamos fritos….

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.