Forças de segurança chegam às terras indígenas dos Wajãpi

Polícia Federal e Bope se dirigiram ao local após a morte de um cacique e a invasão da aldeia por garimpeiros

A prefeita de Pedra Branca do Amapari, Beth Pelaes (MDB), confirmou a chegada, neste domingo, 28, da Polícia Federal e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) na aldeia dos Wajãpi, região do Amapá. A ida das forças de segurança foi motivada pela morte de um cacique e da invasão do local por garimpeiros.

No começo da semana passada, conforme informações de lideranças da aldeia e de funcionários da secretaria estadual dos Povos Indígenas, o cacique Emyra Wajãpi foi morto a facadas quando voltava para a casa da filha. O corpo foi encontrado em um rio.

Em relação aos garimpeiros, a pasta informou haver risco de conflitos e que o grupo está armado. Lideranças indígenas têm solicitado apoio das polícias Militar e Federal para garantirem a propriedade. Ainda não há manifestação oficial sobre isso.

Mais cedo, via Twitter, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), já tinha adiantado que agentes seguiam para solucionar o conflito. “As forças de segurança estão a caminho para intervirem e evitarem que este conflito tenha consequências ainda mais violentas e tristes”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.