“Ficaríamos felizes se o Brasil reconhecesse Jerusalém como a capital de Israel”, diz embaixador

Yossi Shelley vê eventual decisão com bons olhos, mas ressalta que não faz parte de sua missão interferir em uma questão que, para ele, é interna

Embaixador Yossi Shelley: “Não cabe a mim recomendar o que deve ser feito” | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O embaixador de Israel no Brasil, Yossi Shelley, disse, em entrevista ao Jornal Opção, que um eventual, mas improvável, reconhecimento do governo brasileiro de Jerusalém como capital do país seria visto com bons olhos. “Ficaríamos felizes se o Brasil reconhecesse Jerusalém como a capital de Israel”, destacou.

No entanto, Shelley ressaltou que a decisão se trata de uma questão interna e que o Brasil deve considerar todas as consequências. “Não cabe a mim recomendar o que deve ser feito. Essa não é a minha missão como embaixador.”

Sobre a embaixada brasileira em Israel — que, atualmente, está em Tel Aviv —, o embaixador declarou que não há nenhuma restrição no tocante à localização das representações diplomáticas. “Se estiver em Jerusalém, está ok. Se estiver em Haifa, também está ok. Somos um país livre e as pessoas podem escolher onde preferem estar.”

Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu Jerusalém como capital de Israel no início de dezembro do ano passado. Até o momento, Guatemala e República Tcheca foram os únicos países que seguiram o governo estadunidense.

De acordo com revelação do jornalista Jamil Chade, correspondente de “O Estado de S. Paulo” na Suíça, Trump tentou convencer seu homólogo brasileiro, Michel Temer (MDB), mas não obteve sucesso.

Missão oficial

Yossi Shelley esteve em visita oficial ao Estado de Goiás por três dias com o objetivo de firmar parcerias e divulgar a feira israelense Agritech. O Jornal Opção acompanhou o embaixador durante toda a missão em Jataí, Rio Verde e Goiânia. A cobertura completa pode ser conferida na edição impressa do próximo domingo (28/1).

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.