Exposição Pareidolia será inaugurada nesta quinta

Trabalho do fotógrafo e artista plástico Matheus Pires será aberto para visitação do público a partir de sexta-feira (22/1) na Vila Cultura Cora Coralina

Foto: Divulgação

Pareidolia, fenômeno que tenta explicar ilusões criadas pelo cérebro por meio da associação de sons, imagens ou eventos específicos, dá nome à exposição do trabalho de Matheus Pires | Foto: Divulgação

A exposição individual Pareidolia, do fotógrafo e artista plástico Matheus Pires, será aberta ao público na sexta-feira (22/1) a partir das 8 horas. Antes, nesta quinta (21), um coquetel às 20h inaugura a mostra na Vila Cultural Cora Coralina, que fica na Rua 3 com a Avenida Tocantins, atrás do Teatro Goiânia, no Centro.

Unidade da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), a Vila Cultural Cora Coralina exibe trabalhos de Matheus Dutra de sexta (22) até o dia 29 de fevereiro, das 8h às 17h. Nesta quinta, o coquetel de abertura contará com apresentação musical de peças barrocas pelo grupo de câmara Esscala em harpsichord no cravo e violino.

Resultado da interpretação de poemas com temática central na angústia do eu lírico diante de um estado de loucura e confusão frente a sentimentos e sensações que não são possíveis de saber se fazem parte do inconsciente ou da realidade.

Essa é a explicação para a mostra Pareidolia, um fenômeno que traz explicações para ilusões criadas pelo cérebro por meio da associação de imagens ou sons a eventos específicos, como ver figuras de animais em nuvens ou fantasmas em sombras.

A exposição, que tem apoio institucional do governo estadual através da Seduce, apoio cultural da Tetto Fine Art e Prints, traz Neuda Lago e Cacilda Vitória como as curadoras da mostra.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.