Expansão urbana pode ficar de fora do Plano Diretor

“Estou buscando respostas de lá e de cá”, afirma relatora Dra Cristina sobre discussões a respeito do tema na CCJ

Foto: Reprodução

O aumento proposto no projeto do Plano Diretor de Goiânia de 4% na macrozona urbana pode não acontecer. O motivo é simples, o que fora anunciado pela gestão municipal como mero ajuste de áreas que já teriam caraterísticas urbanas começa a suscitar dúvidas entre especialistas e chamar a atenção de vereadores e sociedade civil.

O Jornal Opção conversou com alguns parlamentares que garantiram que irão questionar, durante a tramitação do projeto na Casa, quais os critérios adotados para a escolha de determinadas áreas em detrimento de outras. A vereadora Sabrina Garcêz é uma das parlamentares que se manifestaram sobre o assunto. Ela apontou a incoerência na criação de dois polos na região Aeroporto, mas nenhuma no Noroeste de Goiânia. “Região extremamente populosa, carente e que necessita de emprego”, alertou.

A prefeitura de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento e Habitação de Goiânia (Seplanh), por sua vez, defende que a expansão urbana prevê apenas a regularização de áreas já ocupadas, assim como a instalação de polos de desenvolvimento econômico na região dos Jardins do Cerrado e Irisville. De acordo com o Paço, a proposta de expansão é muito pequena e não deve enfrentar resistência na Câmara.

Indagada sobre o tema, a relatora do Plano Diretor na CCJ, vereadora Dra. Cristina (PSDB), afirma que esse é um ponto que tem recebido muitos questionamentos durante as audiências públicas, por isso tem buscado respostas e esclarecimentos para embasar as discussões. “Estou buscando respostas de lá e de cá”, afirmou.

Questionada sobre o que pode acontecer em relação à expansão urbana, a vereadora explicou que, além da manutenção do projeto como está, existem três caminhos: diminuir, aumentar, e até mesmo zerar a expansão urbana. A última opção parece ganhar força na Casa, no entanto, a parlamentar frisa que: “Existem as três possibilidade”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.